Compreendendo a Sua Coluna: Como Levantar e Carregar Objetos Pesados Apropriadamente (2a parte)

Featured

Use a Sua Coluna Para Aquilo Que Foi Pensada:

Precisamos compreender um pouco mais sobre como somos feitos e preparados para nos movimentarmos antes de distinguir o que significa uma forma boa ou mais adequada de carregar objetos pesados.

Primeira ilustração

vertebrae with disk © Ulf Tölle

 

 

 

vértebra

disco

vértebra

 

 

 

Aqui podemos ver duas vértebras: uma acima e uma abaixo de um disco intervertebral. Esta é uma coluna saudável e feliz em bom estado. A carga (a pressão do movimento) no disco é bastante central e a sua porção branca no meio – o núcleo pulposo – carrega a carga centralmente.

Quando nos flexionamos a nossa coluna movimenta-se da seguinte forma:

Segunda ilustração

compressed intervertebral disk with two vertebrae and unhealthy charge © Ulf Tölle

 

 

 

vértebra

disco intervertebral

vértebra

 

 

 

De novo, podemo ver as duas vértebras: uma acima e outra abaixo do disco intervertebral. Mas aqui, podemos ver que a carga já não está atuando centralmente no disco. A carga no disco está agora atuando unilateralmente na frente (na ilustração, isso corresponde à parte da direita) e a parte branca no meio do desenho 1 agora está deslocada para trás (ou seja, para a sua esquerda). O núcleo pulposo não carrega mais a carga centralmente e o disco já não parece tão feliz como na primeira ilustração.

Compressão é normal, mas…

A compressão no disco mostrada na ilustração 2 é perfeitamente normal. Os nossos corpos foram feitos para suportar um certo nível deste tipo de tensão e o nosso sistema colunar  – incluindo os nossos discos – conseguem lidar com elevações e carregamentos regulares durante vários anos, desde que nos mantenhamos dentro dos limites do nosso próprio corpo.

Mas vamos imaginar que colocamos uns 20 quilogramas a mais em um objeto que levantamos. Ficará muito pesado. E vamos imaginar que estamos segurando o objeto longe do nosso corpo, em vez de perto, a ação vai levar apenas alguns segundos e tem de ser feita. Que danos esta ação poderia fazer?

Mas existe uma desvantagem mecânica significativa em movimentar os nossos corpos desta forma. A alavancagem torna-se num fator maior e a compressão de um dos lados do disco fica crítica.

Raciocínio … ajuda muito

Talvez seja melhor considerar como podemos usar melhor esta ferramenta (a coluna), isto é, da forma que foi pensada para elevar o peso extra ao distribuir a compressão de forma homogênea na superfície do disco. Isto faz mais sentido mecanicamente, e assegura que as superfícies dos discos se mantenham paralelas (o que é bom para as nossas colunas).

Infelizmente, apesar de muitos profissionais de saúde-e-segurança compreenderem a necessidade de uma “vida com uma coluna direita”, nem sempre são os melhores a espalhar a sua mensagem.
Sermões sobre o que se faz mal tendem a fazer quem os ouve fechar-se se sentirem que estão sendo “criticados” por algo que eles não sentem ser nada de especial.

Renovando o respeito pelo nosso corpo

Em vez de simplesmente dizer às pessoas o que elas devem fazer, eu tento – através da aplicação da Técnica de Alexander – mostrar às pessoas como os seus movimentos afetam o seu corpo, e oferecer formas alternativas de se movimentarem. Ao elevar e carregar objetos, é melhor:

  • Ter uma coluna direita, mas não tão direita e rígida que faça com que se sinta desconfortável e colocando-se ainda mais em perigo (não se deve impor esta postura em si mesmo);
  • Usar as suas outras articulações – principalmente as dos quadris, joelho e tornozelo;

É vital minimizar a tensão física (e outras) enquanto se trabalha com pesos pesados. Se estiver levantando cargas pesadas por longos períodos de tempo, ou se começar a se sentir desconfortável, tome o tempo para uma pausa AGORA e procure uma forma nova, diferente, e melhor.

Ao adquirir uma melhor compreensão dos fatos anatômicos envolvidos, nós adquirimos um respeito renovado pelos nossos corpos e as forças envolvidas ao movimentá-los. Assim, seremos capazes de direcionar melhor essas forças e de fazer escolhas informadas e deliberadas.

 

Na próxima publicação do blogue, Dicas Sobre Levantar e Carregar Objetos Apropriadamente, Parte 3, vamos analisar os movimentos de virar e torcer ao levantar algo, porque isto é uma má ideia, e o que se pode fazer como alternativa.

Desejo um Próspero – e Saudável – Ano Novo para vocês.

Boas férias e um feliz carregar das malas (…com alças)